15 produtos e serviços que o Google proíbe em seus anúncios

29/06/2016 14:22:21


Serviços proibidos pelo Google em seus anúncios

Com o AdWords, o Google é uma boa plataforma de anúncios para milhões de clientes ao redor do mundo. Aliás, sua vultosa receita vêm, justamente, dos anúncios.
Mas não é qualquer coisa que a empresa permite anunciar em suas páginas. Dos óbvios (armas e drogas) aos inusitados, são muitos produtos banidos.
As políticas do AdWords deixam claro todos os produtos e serviços restritos ou proibidos.
Também há normas sobre práticas proibidas, como anúncios maliciosos, abusivos ou que fazem coleta indevida de dados.
Recentemente, um novo item entrou na lista de coisas proibidas: osempréstimos consignados que não deixam claro os termos do empréstimo, nos EUA chamados de "payday loans".
Para o Google, pessoas desesperadas em busca de empréstimo acabam fazendo uma consulta online antes de procurar um banco de confiança. 
Assim, acabam encontrando serviços desonestos e fraudulentos.

 

Confira,15 exemplos curiosos de anúncios proibidos:

 

1. Fogos de artifício:

A proibição ocorre por que os itens se encaixam na definição de material explosivo, que podem causar danos às pessoas.

2. Praça da Paz Celestial:

O massacre de 1989 da Praça da Paz Celestial na China (Praça Tiananmen) é assunto proibido pelo governo chinês. O Google, "gentilmente", baniu esse tipo de coisa na China. Mesmo assim, o site é bloqueado por lá. Tibete e Taiwan também são assuntos banidos, assim como outros eventos vistos como sensíveis.

3. Paintball:

As armas de paintball entram na lista de armas "de esporte" vetadas. Armas de ar comprimido também são banidas. O objetivo do Google é evitar que o sistema possa ser usado para divulgar itens que possam machucar outras pessoas.

4. Cigarros:

Qualquer cigarro ou produto contendo tabaco é proibido. Estes produtos, nocivos à saúde, são banidos do Adwords.

5. Empréstimos:

O mais novo serviço a ser proibido. Os empréstimos consignados podem atrair tratantes atrás de pessoas desesperadas. Segundo o Google, não serão permitidos anúncios de empréstimos com pagamento em até 60 dias ou com taxas de juros superiores a 36%.

6. Bombas e explosivos:

Por motivos óbvios, bombas e explosivos são proibidos. Armas químicas também entram na lista que proíbe qualquer material explosivo, incluindo granadas e outros tipos de bombas.

7. Identidades falsas:

Serviços oferecendo identidades falsas são banidos, assim como quaisquer produtos falsificados.

8. Vídeos do Estado Islâmico:

Ninguém precisa compartilhar e ver atrocidades do grupo terrorista Estado Islâmico. Ação afeta propagandas do grupo terrorista porque caem na definição de “linguagem violenta, cenas repugnantes, imagens fortes ou relatos de trauma físico”, além de vídeos de execuções ou cenas de crimes. Aliás, qualquer vídeo de violência explícita é banido.

9. Falsificação acadêmica:

Sabe aquele velho truque de "pagar para alguém fazer o TCC"? Pois é, o Google proíbe em seus anúncios.

10. Serviços de hackers:

Serviços de hackers ou instruções sobre hackeamento de softwares são banidos.

11. Drogas:

Drogas, naturais ou sintéticas, são banidas. Qualquer coisa relacionada a elas também não podem (cachimbos, sedas, bongs).

12. Armas de fogo:

Outro produto obviamente banido.

13. Facas perigosas:

O Google não vai proibir um belo faqueiro de casamento, mas não permite facas "perigosas" - aquelas que parecem menos uma faca de manteiga e mais uma arma branca.

14. Animais em risco:

Qualquer propaganda que procure explorar estes animais é proibida no sistema. Anúncios de venda de animais em risco de extinção ou que lucre com eles são banidos. Não vale, portanto, marfim de elefante, barbatana de tubarão, óleo de baleia etc.

15. Produtos falsificados:

Produtos piratas, obviamente, não podem ser anunciados.


VOLTAR