6 exemplos de "belas, recatadas e do lar" na publicidade

29/04/2016 15:56:52


Miley Cyrus, exemplo de libertação do padrão
Uma matéria da revista Veja distribuída no último dia 15 é o grande assunto da internet nesta quarta-feira (20).
O texto "Marcela Temer: bela, recatada e do lar" poderia ser apenas mais uma descrição da vida de uma madame, algo comum em colunas sociais, mas a tentativa de impor as qualidades da esposa do vice-presidente da república (Michel Temer) como um padrão a ser seguido não foi bem recebido pelas brasileiras.
Na web o assunto já ganhou campanha contrária ao conceito de bela, recatada e do lar imposto pela Veja. No Twitter, a hashtag #belarecatadaedolar está nos trending topics da plataforma.
No Facebook, fotos de mulheres fazendo as mais diferentes coisas ironizam o título da matéria. Já criaram, inclusive, uma página no Tumblr, o Bela, recatada e do lar, com um compilado de fotografias enviadas pelas usuárias manifestando sua liberdade de fazer o que quiserem, inclusive, rejeitar padrões impostos pela mídia.
Como a publicidade acompanha os movimentos da sociedade, reunimos aqui algumas campanhas que provam que a mulher do século XXI pode ser muito mais do que "bela, recatada e do lar". Ela pode ser o que quiser.

Confira:

Esperta, corajosa e garota

Talvez o principal case de empoderamento feminino dos últimos anos, a campanha "Like a Girl", criada pela Leo Burnett de Toronto para Always, exibe o machismo enraizado na cultura das adolescentes em contraponto das garotas mais jovens, que provam na prática o que é ser uma "garotinha".


Líder e poderosa

A revista Elle lançou este ano a campanha global "#MoreWoman", que pretende incentivar mulheres a ocuparem cargos de poder. Para lançar a ação, o veículo resolveu denunciar o fato de que elas são a minoria entre os poderosos, retirando os homens de fotos e deixando apenas (as poucas) mulheres.


Cientista, técnica de futebol e executiva

Alinhado com as mudanças significativas da Mattel sobre a boneca Barbie, este filme mostra meninas em papeis importantes e geralmente ocupados por homens. O objetivo é incentivar as garotas a serem aquilo que elas quiserem.


Chefe, grisalha e com cabelo curto

A marca de cosméticos Quem disse, Berenice? resolveu literalmente riscar os "nãos" que a sociedade muitas vezes impõe na vida das mulheres, limitando-as e tentando moldá-las de acordo com padrões.


Mãe e lutadora

A emocionante campanha da Leo Burnet da Tailândia para a cadeia de supermercados Tesco Lotus é uma homenagem à força e o poder das mulheres. No filme, um taxista precisa enfrentar diariamente todos os perigos e percalços de sua profissão. O desfecho é surpreendente.


Solteira e feliz

Nessa ação da marca de cosméticos SK-II, essas chinesas solteiras trocaram os anúncios de casamento feitos pelos seus pais por fotos e textos feitos por elas. Neles, as mulheres afirmavam ser felizes com seu status civil e explicavam como a pressão da sociedade as impactava.


Miley Cyrus

A Miley é um grande exemplo de libertação do padrão "bela, recatada e do lar". Antiga estrela teen da Disney Channel, a cantora pop lutou para se livrar do status "moça perfeita" e assumir a forma de agir que a faz feliz.
A peça abaixo é parte de uma série de filmes que a cantora protagonizou para promover o MTV VMA.


VOLTAR